ARQUITETA DEBORA AGUIAR ASSINA O REFÚGIO DO VELEJADOR PARA A CASA COR SÃO PAULO 2009

29 05 2009

 

Poético e aconchegante, o ambiente propõe a integração com a natureza com vista para o skyline do Jockey Club

 Decoração Sala Casa Cor São Paulo 2009 - Débora Aguiar 001

O “Refúgio do Velejador”, criado pela arquiteta Débora Aguiar para a Casa Cor São Paulo 2009, que acontece de 26 de maio a 14 de julho, no Jockey Club de São Paulo, transporta o visitante para um mundo poético, o do mar, o do viajar sem poluir, o da natureza em sua plenitude. O projeto é a construção de uma casa de praia de 380m² para o refúgio de um casal nos seus momentos de lazer.

 “Procurei um tema que agregasse tudo aquilo em que acredito no nosso trabalho: amor, leveza, natureza abundante , luz e materiais naturais. Decidi combinar tudo isso com poesia, retratada na forma de um veleiro e um par de bicicletas”, revela. É um lugar de inspiração, para o casal desfrutar a dois ou com os amigos, aproveitando a paisagem maravilhosa.

Decoração Sala Casa Cor São Paulo 2009 - Débora Aguiar 002

A proposta da arquitetura é contemporânea e viável para uma construção rápida, que durou menos de 30 dias. A casa se insere em qualquer contexto: da praia ao campo, da cidade à montanha. Ela poderia estar em qualquer lugar, independentemente do clima ou da época. “Aproveitamos a vegetação e a paisagem em volta a partir de grandes painéis de vidro que dão a transparência necessária para a natureza entrar dentro de casa, de onde é possível vislumbrar a bela paisagem”. Para garantir tal efeito, os caixilhos foram projetados em madeira certificada ebanizada, que garante recurso térmico e economia energética, e propositadamente não vedam a visão do exterior.

Decoração Sala Casa Cor São Paulo 2009 - Débora Aguiar 003

Dividida em áreas sociais externas (terraço da lareira, pier, terraço e lounge do fogo), sociais internas (living, biblioteca e home-office e espaço gourmet) e íntimas (quarto do casal, home-office e banheiro), a casa é totalmente integrada, mas os cantos de convivência foram preservados. As áreas são unificadas pelo mesmo piso, o concreto estampado Castellato modelo Madeyra Vecchia, que vai do pier ao banheiro, aplicados em réguas que conferem um efeito de madeira de demolição. O acabamento das paredes externas com pigmentos naturais e sustentáveis é da Defragoso. Um biombo piso-teto em madeira ripada na vertical foi aproveitado no teto como elemento arquitetônico para dividir as áreas íntima, sociais internas e sociais externas.

A passarela de acesso ao ambiente conduz por um jardim de pedriscos e areia para o terraço da lareira coberto por uma pérgola de madeira de reaproveitamento e vidro, onde o lounge com um sofá profundo e mesa de centro em madeira de reaproveitamento e dois grandes puffs em lona de caminhão estonada e em trama tressê abraçam os visitantes. O sofá recebe futons em tecido impermeável na cor tabaco e o teto, gazes de linho tramadas. A lareira a gás em limestone divide o terraço e o living, permitindo a interação com o interior da casa. Nas laterais do sofá, paredes em composição de porcelanato  com bicas conduzem a suave queda d água e oferecem o barulhinho relaxante. Para filtrar a luz e dar sombreamento, um transpasse de painéis de linho fendi trançados descem nas costas do sofá.

Ainda no terraço da lareira, o paisagismo abundante com bananeiras ornamentais e areia confere uma atmosfera tropical ao ambiente. O lounge  com poltronas em bambu prensado e couro é sugestivo para um aperitivo enquanto o almoço ou o jantar é preparado no espaço gourmet integrado, de onde se tem a plena visão do barco e da paisagem. Deste ponto da passarela e do terraço da lareira o veleiro é visto imponente e delicado, com sua vela balançando ao vento.

Entrando na casa do terraço da lareira para o living, a escultura em madeira de reaproveitamento dá o tom da decoração. Uma grande foto de mar de Márcio Scavone, disposta na única parede desta sala e sob o sofá italiano em linho fendi, recepciona o visitante. A pintura especial tipo estuque veneziano na cor tabaco é do atelier Adriana e Carlota, que garantiu o efeito com a tinta D147 da Suvinil. Chaises italianas em couro marrom-café e duas poltronas em capas de linho fendi, da Saccaro, compõem com as mesas laterais e aparadores em madeira lavada, com design de Débora Aguiar para a Dell´Abitare. A arquiteta também assina a mesa de centro em laca fendi que, na extremidade, ganhou dois módulos da Interni em madeira certificada e trabalhada com um tratamento lavado para descolorir.

Sobre a composição, um premiado pendente Ingo Maurer dá o contraste moderno e uma leveza etérea, quase aquática, pelas finas laminas de prata que brincam com a luz refletida. O toque artesanal e ao mesmo tempo da alta-costura está na confecção das almofadas com design de Débora Aguiar para a Dell´Abitare. Pespontos, bordados e o delicado toque de azul-claro fazem o contraponto com os tons fendi e marrom-café.

 Junto ao living um “estar-biblioteca” com estante baixa em madeira lavada, que prioriza os grandes painéis em vidro deixando a luz e a natureza entrarem. Sob a estante, o par de luminárias em madeira articulável e cúpulas de linho, de Etel Carmona para a Bertolucci. Muitos livros, algumas obras de arte, pequenas esculturas e lembranças de viagem que denotam os gostos e a personalidade do casal também estão ali dispostos. Uma bancada encaixada para o home-office do casal ficar lado a lado na internet, com computadores wireless ultra-modernos, que dispensam a CPU. De cada lado da estante uma chaise Niemeyer, da Dpot, em madeira ebanizada e palhinha convidam para uma leitura.

Do lado oposto, na direção da vista do skyline da cidade e do veleiro, como se fosse virado para o mar, está o espaço gourmet com sala de jantar. Uma grande estante em madeira lavada com bancadas em limestone tem portas de correr ripadas em madeira lavada, que podem abrir e fechar conforme a  necessidade e o momento – é lá que ficam os eletrodomésticos da Viking. Atrás desta bancada um vidro reflexivo bronze com uma HD TV, que só aparenta estar no ambiente quando ligada. Dois grandes aparadores em madeira lavada e sisal, com design de Débora Aguiar para a Dell ´Abitare, arrematam o ambiente e garantem o apoio necessário. Uma  grande mesa de jantar de tora de reaproveitamento lavada, da Tora Brasil, e cadeiras Lótus, de Etel Carmona, em madeira lavada e couro pespontado. Os armários foram desenvolvidos pela arquiteta com execução de marcenaria.

A área íntima do casal é separada pelo biombo piso-teto em madeira ripada na vertical. A cama tipo prancha, criada pela arquiteta, está inserida em um painel de madeira lavada frisado verticalmente que recobre a parede toda. Dele, um nicho horizontal vai de um extremo ao outro da parede permitindo a pintura especial cor tabaco e a disposição dos objetos pessoais do casal: quadros, fotos, porta-retratos, livros, esculturas, lembranças de viagem e velas. Além da iluminação indireta, seis pendentes  em cúpulas de linho verticais conferem simetria e aconchego. Cortinas em linho da Luxaflex by Sunlight e xales em seda tramada como redes de pesca arrematam a imensa janela envidraçada. Sob a cama, almofadas em palha de seda bordadas com mandalas, do próprio acervo de Débora Aguiar, trazem mais uma vez detalhes da alto-costura ao espaço. Rouparia de cama na cor cru em algodão 1000 fios, da Trousseau, e tapete em algodão e lã do mesmo tom com pequenas listras em fendi, da By Kamy.

Na parede oposta, o acabamento da parede em pintura especial na cor tabaco comporta pranchas de madeira lavada com iluminação indireta e uma TV Full HD. Quadros, fotos de viagens, cestos, caixas, velas, chapéus e acessórios de praia personalizam o ambiente. A escrivaninha, da Etel, em madeira certificada, harmoniza-se com a cadeira Diretor, em tecido marrom.

Além dos equipamentos de televisão e de informática, Débora fez uso da automação para alinhar o espaço com as tendências tecnológicas. “O meu projeto tem este apelo natural e que respeita a natureza. Mas procurei adequá-lo com a tecnologia que é o grande desafio dos projetos e produtos que estão sendo lançados atualmente. Por isso, usei a automação nos equipamentos de áudio, vídeo e iluminação, além do computador à prova d’água, da SempToshiba que pode ser usado no barco”, avalia.

O banheiro do casal segue a composição do porcelanato e do limestone na cor tabaco, além da pergola de madeira com iluminação de efeito natural da Tensoflex, desenvolvida a partir do sistema de membranas tensionadas. Novidade no uso do porcelanato na grande bancada, nas cubas e na banheira – rebaixada no piso para ficar no nível do jardim externo. Nichos nas paredes e grandes espelhos com iluminação indireta garantem a amplitude do ambiente. Pranchas e bancos de madeira lavada. Grandes janelas em vidro piso-teto trazem o verde e a luz natural para dentro do ambiente.

Um grande terraço abraça o living e o quarto do casal. O lounge com solarium e fogo ao ar livre está situado sob a copa das arvores e é rebaixado no piso, também em réguas de concreto que imitam madeira de demolição, com grandes futons cor tabaco sob os bancos formados pelo rebaixamento. O chão em pedriscos aguça os sentidos e propõe a convivência com a natureza. Aqui mais um canto de relaxamento e de encontro para curtir um luau com fogueira e velas. Um par de chaises em madeira convidam para a contemplação enquanto um grande aparador faz as vezes de apoio das bebidas e dos petiscos. O par de bicicletas do casal reforça a proposta do projeto: amor, poesia e natureza em uma casa usável e para ser usada, partilhada a dois ou com os amigos.

 


Materiais sustentáveis do ambiente

“Para mim, este conceito não é modismo, é uma urgência cultural, que veio para ficar e deve fazer parte das nossas vidas. Nós, arquitetos, formadores de opinião que somos, temos a obrigação de difundir essa nova forma de pensar e agir”, sintetiza a arquiteta sobre o tema sustentabilidade.

 

– Piso em réguas de concreto que imitam madeira

– Tecidos reciclados de lonas de caminhão estonadas

– Tapetes em fibras naturais

– Bicas d’água acionadas por energia solar

– Porcelanato nos revestimentos de bicas e banheiro do casal

– Mochila com placas solares para notebook

– Computador Extreme STI SempToshiba à prova dágua

– Madeiras certificadas nas estruturas das pergolas e caixilhos

– Madeiras de reaproveitamento nos mobiliários, luminárias e escultura

– Iluminação de LED´S dos jardins, dos espelhos e das bicas d’água

– Veleiro HPE 25

 

 

Sobre o veleiro

Seu entorno é o verde e o mar onde está estacionado o veleiro da classe HPE 25. O acesso a ele é fácil. Ao entrar no ambiente, por meio de uma rampa – pensando nos portadores de deficiência física -, o visitante encontra o lounge da lareira. Basta segui-lo para chegar ao píer, que dá acesso ao barco.

O barco tem um ano de idade, mede 25 pés (7,7 mts) de comprimento por 2,60m de largura e pesa 1.200 Kg. É da classe HPE25, considerada o ‘stock car’ da vela brasileira. Reúne características únicas desenvolvidas para as condições dos mares brasileiros: modernidade no desenho das velas, tamanho de mastro e casco, profundidade da quilha, entre outras inúmeras inovações que fazem com que ele seja, ao mesmo tempo, muito competitivo e mais acessível do que os barcos de seu porte e com o mesmo perfil. Por isso, é considerado a classe de barcos a vela que mais cresce no Brasil e usado por velejadores conhecidos no universo náutico. Para chegar a São Paulo, foi rebocado de uma ilha em Angra do Reis para Mombaça, no continente, onde mora sua carreta rodoviária.

 

 

 


CASA COR SÃO PAULO 2009

Local: Jockey Club de São Paulo.

Endereço: Av. Lineu de Paula Machado, 1075 – Cidade Jardim – SP.

Período: De 26 de maio a 14 de julho. Special sale: 13 e 14 de julho.

Horário: De terça a sábado das 12h às 21h. Aos domingos das 12h às 20h.

Preços: De terça a sexta-feira R$ 35,00. Sábados, domingos e feriados R$ 40,00. Em todos os dias, a entrada após as 20h custa R$ 20,00. Passaporte: R$ 90,00.

Informações: (11) 3819-7955

Site: www.casacor.com.br

 

Débora Aguiar e Arquitetos Associados

http://www.deboraaguiar.com.br

Rua Bento de Andrade, 660 – Jardim Paulista

CEP: 04503-001 São Paulo – SP – Brasil

Phone: +55 11.3889-5888

Fax: +55 11.3889-5887

daarquitetos@deboraaguiar.com.br

 

Anúncios

Ações

Information

5 responses

15 07 2010
Wilma Josefa Brito Simões

Ajude-me, por favor. Primeiro a minha casa é grande e dá entrada até o meu quarto, tem pergolado que dá de frente as duas salas de estar e jantar. Na minha sala de jantar tem uma parede que mede 4,10m de largura e 2,75m de altura. Ela é de frente pra porta da entrada, entre essas duas salas,tem uma salinha de televisão. Nela quero pintar uma de suas paredes de vermelho escuro, sendo que estou pintando a casa de cor areia, a cor do roda-teto pintei café com leite, pintei de vermelho escuro uma parede da salinha de televisão. Nessa parede (da sala de jantar) foi feita uma moldura em gesso com largura 1,70m e altura 1,40m. Como é uma moldura para colocar uma tela dentro, penso em pôr uma mandala. Quero saber também se fica feio em aplicar listras nessa parede, já que ela é tão grande, e ao redor fazer as listras com tons marrons com branco, faço listas verticais ou horizontal? Meus moveis tem tons marrom claro, marfim e marrom escuro.Quero permanecer com tons marrons, mas não tão escuros.Se possível me responda ainda agora. Estou precisando logo da resposta por que aqui está chovendo e preciso concluir logo a pintura. GRATA PELA ATENÇÃO.

21 07 2010
Gabi Lunardi

Oi Wilma! Infelizmente, sem ver sua casa fica muito difícil pensar em algo, mas posso te indicar um arquiteto ou decorador da sua região para lhe ajudar, você gostaria? Desculpa não poder ajudar mais! Beijos, Gabi

30 01 2010
Braga Junior

Olá Equipe Débora Aguiar!
Ótimo trabalhar na montagem do jardim! Esperamos ter feito uma ótima base para todo contexto do espaço.
Att;

29 05 2009
Rodrigo Sampaio

Boa Tarde..Encontrei uma notícia muito boa para fazer uma decoração: 8 artistas personalizaram algumas cadeiras criadas pelo Fernando Jaeger e agora elas estão sendo leiloadas no Mercado Livre. Uma mais linda que a outra. Estou até pensando em dar um lance lá. O mais legal é que a renda será revertida para obras assistenciais e tem uma delas bem aqui no meu bairro.

Achei tudo aqui ó: http://www.vivo.com.br/conexaocomonenhumaoutra/

29 05 2009
Fabiana

Achei tudo muito lindo!!
Este ano não poderei ir na casa cor, então peço que coloquem outros ambientes da casa para que eu possa matar a vontade.

Aguardo o próximo… ; )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: